8.4.17

Versinho de número seis


Mas é que de tanto te olhar, te decorei. E agora te transformo em palavras, pra te guardar comigo, pra te ler quando eu quiser.